Assistência

Visualização do pátio do Dispensário São Vicente de Paulo, local arborizado, acolhedor, tranquilo e sereno.

Visualização do pátio do Dispensário São Vicente de Paulo, local arborizado, acolhedor, tranquilo e sereno.

Dispensário São Vicente de Paulo

A instituição que cuida das idosas é um departamento do Centro Espírita Luz da Verdade, o Dispensário São Vicente de Paulo desta cidade de Palmelo foi fundado em 1940.

Seu primeiro diretor foi Sr. Gervásio Branquinho. Destinado a albergar pessoas que vinham realizar o tratamento espiritual, mas com o passar dos tempos foi transformado em asilo, para idosos de ambos os sexos; atualmente apenas senhoras, e, conta com o n° de 14 mulheres recebendo assistência material e espiritual.

Esta instituição tem sede própria e não visa fins lucrativos, não recebe verbas do estado, é mantida com a colaboração dos corações generosos, que trabalham na causa maior, A Caridade Cristã.

Desde 25/12/67, sob a Direção do Sr. Gentil Lourenço Borges, que afirma ter sido o seu melhor presente. Prossegue com o mesmo entusiasmo, agradecendo ao Pai Celestial pela benção do trabalho, e com a certeza de que “FORA DA CARIDADE NÃO HÁ SALVAÇÃO”

A instituição conta com funcionários remunerados, para auxiliar no atendimento geral.

Nesse triênio (2011-2014), a diretoria do Dispensário São Vicente de Paulo está assim constituída: Diretor: Gentil Lourenço Borges; Secretária: Mirtes Borges Guimarães; e Tesoureira: Maria Francisca de Jesus Teixeira.

Fotografia tirada durante visita fraterna, com a presença de jovens do movimento spírita da cidade de Uberlândia-MG, lembrando que essa simpática senhora de blusa vermelha conta com 106 anos de existência física
Fotografia tirada durante visita fraterna, com a presença de jovens do movimento espírita da cidade de Uberlândia-MG, lembrando que essa simpática senhora de blusa vermelha (Dona Delcídia,  conhecida como Cidinha) conta com 106 anos de existência física

Histórico – Do Lar Espírita “Hilda Vilela”

O lar Espírita Hilda Vilela, desta cidade de Palmelo – GO, fundado em 02/09/63, por um grupo de pessoas simpatizantes da causa do menor desassistido, ou órfão.

No princípio da fundação, alguns companheiros gostariam que a entidade fosse destinada ao acolhimento de meninas, e outros, de meninos, e para chegar a uma definição, foi recorrido à espiritualidade, recebendo na ocasião por intermédio de Dona Chiquinha (Francisca Borges Gomide) uma Mensagem de Bezerra de Menezes dizendo que recebesse meninas e as educassem, porque a “mulher educada, é a base da educação do homem”, e assim foi feito.

O Lar teve sua inauguração oficial no dia 03 de novembro de 1972, mas já funcionava com a população de nove meninas, e daí por diante, foram chegando as filhas do coração, e como internato, funcionou até 1991, quando por deliberação da Diretoria e de alguns sócios, passou-se ao regime de semi-internato, isto é,  de creche, recebendo durante o período diurno (Das 07h00 às 17h00) filhos de mães carentes que trabalham.

Ainda residem hoje, no Lar, dez jovens e adolescentes, que já residiam antes da mudança de atendimento para creche.

A primeira Diretoria era assim constituída:

Presidente: Dinorá Silva

Vice-Presidente: José Guanabara Lima

2° Vice-Presidente: José Nogueira

1° Secretário: Fortonzed Musse

1° Tesoureiro: Cecília de Paula Nogueira

2° Tesoureiro: Odílio Damásio da Silva

Conselho Fiscal: Jerônimo Cândido Gomide, Antônio Vaz Filho e Fuad Maluf.

O Lar funciona em sede própria, sendo uma chácara de mais ou menos 1 (um) Alqueire, e produz alguns produtos que ajudam na alimentação.