Palmelo, a cidade dos espíritos.

 

      Palmelo é conhecida também como capital espírita do Brasil, por ter sido criada em torno de um centro espírita o Centro Espírita Luz da Verdade.
      Palmelo é uma cidadezinha do interior goiano, localizada à margem direita do córrego Caiapó, com cerca 2500 habitantes, foi emancipada no dia 13 de novembro de 1953. Sua história inicia com o surgimento do espiritismo na região.
      No Brasil Império, nós brasileiros não tínhamos a liberdade de professarmos a religião que quiséssemos, pois a religião nacional era o catolicismo, e se os espíritas, quisessem realizar reuniões, tinham que realizá-las de portas fechadas, mas na primeira constituição republicana era assegurada ao povo brasileiro a liberdade de escolherem a religião que quisessem professar.
      No Rio de Janeiro, já havia iniciado a luta pela liberdade de culto e a Federação Espírita Brasileira já havia sido fundada, e citamos em nome de todos os trabalhadores espíritas pioneiros no Brasil, o esforço e dedicação dos valorosos Augusto Elias da Silva e Adolfo Bezerra de Menezes Cavalcante, mas no interior do País havia muito preconceito e quando se reuniam para realizarem as sessões espíritas, não eram bem vistos, e eram chamados de feiticeiros. E o Espiritismo denominado pejorativamente, como a religião do demônio, denominações que deixaram de ser pronunciadas pelo esforço e dedicação no campo do bem pelos espíritistas brasileiros.
      As reuniões que foram realizadas na fazenda do Munho pelo fazendeiro vindo de São Paulo, o Sr. Francisco de Paula, foi de fundamental importância para o surgimento deste núcleo espírita no sertão goiano, pois eram realizadas sessões mediúnicas, onde recebiam comunicações espirituais.
      A data de fundação do Centro Espírita Luz da Verdade, é o dia 09 de fevereiro de 1929. Ao conversar com o senhor Dorcelino Damásio da Silva este nos disse que foi curado pelo Senhor Jerônimo Candinho no ano de 1924 ou 1925 na Fazenda do Pico no município de Caldas Novas, Goiás. Época que realizavam reuniões espírita nesta região.
Falemos, então, dos primeiros dias, o número de pessoas aumentava cada dia mais nas reuniões e foi então que decidiram construir um Centro Espírita e fizeram um rancho para as reuniões espírita, mas na época receberam ameaças de que se continuassem com as reuniões iriam queimar aquele rancho, mas não passou das ameaças.
      Queremos ressaltar que o registro do centro (09/02/1929) foi sugerido por Jeronymo Candinho, ainda morador na fazenda do pico em Caldas Novas, disse que registrassem o Centro para que com o documento em mãos, evitassem as ameaças e tivessem mais segurança.
      Jeronymo Candinho mudou para Palmelo no ano de 1936. com sua chegada e já instalado, e devidamente ambientado com os moradores do lugarejo, logo se tornou o presidente do Centro Espírita Luz da Verdade, e deu assim o início do progresso de Palmelo, com a construção do centro espírita, do Ginásio Eurípedes Barsanulfo, Sanatório Eurípedes Barsanulfo, Foi assim Com esforço e dedicação de Jeronymo Candinho e do povo palmelino que de Fazenda Palmela, a povoado de Palmelo se tornasse cidade de Palmelo.

Uma resposta para “Palmelo, a cidade dos espíritos.”

  1. admin says on :

    Que Deus, Nosso Pai, nos abençoe.
    Olha, a reunião de tratamento à distância é realizada as últimas sextas feiras de cada mês, (30/10/09) envie seu nome completo, e o endereço onde estará neste dia,
    Obs: Se você tem dificuldades de vir a Palmelo faça o Tratamento à distância,
    Mas sua presença em Palmelo, façilitará o tratamento.
    Procedimento:
    Fazer uma dieta alimentar no dia do tratamento, não comer carne, evitar frituras, comidas ácidas e apimentadas, fazer refeições leves. Nos dias seguintes, continuar a dieta alimentar e fazer dieta física, ou seja, não correr, não levantar peso, evitar subir e descer escadas.
    Deitar pelo menos 15 minutos antes do horário, 20 horas, se possível levantar só no dia seguinte.
    Que Jesus, ilumine seus passos.
    Fraternalmente: Barsanulfo

Deixe um comentario